Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Cunhantã Digital divulga movimento por mais mulheres nas exatas no Encosis

A baixa procura pelos cursos de exatas por parte das mulheres foi tema da palestra realizadas na noite de ontem, durante a 5ª edição do Encontro Regional de Computação e Sistemas de Informação (Encosis), na Faculdade Fucapi. “Por que há poucas mulheres nas exatas?” foi a pergunta que palestrantes e panelistas tentaram responder.

 

A palestra foi ministrada pela professora Tanara Lauschner, do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Ela falou sobre o movimento Cunhantã Digital, que tem como objetivo estimular mais meninas a ingressarem na área. Tanara falou sobre as ações promovidas pelo movimento em Manaus, desde o seu lançamento em agosto do ano passado, e sobre as ações previstas para serem realizadas futuramente.

“Já percebemos que há interesse pelo tema e vamos buscar mais parcerias, principalmente, para mostrar para as estudantes do ensino fundamental e médio que exatas é lugar, sim, de meninas”, afirmou a professora.

Segundo coordenadora dos cursos de Sistemas de Informação e Ciência da Computação da Fucapi, Marcela Pessoa, que faz parte da Comissão Organizadora do Encosis, a palestra tem o objetivo é de apresentar como o movimento ‘Cunhantã Digital’ atua nas estratégias para uma maior inserção da mulher na área, não só de Tecnologia da Informação, mas na área de ciências exatas em geral. “É possível observar que, por exemplo, em uma turma de Tecnologia da Informação de 50 alunos, apenas duas são mulheres, ou quando há mais mulheres elas acabam desistindo no meio do caminho. Então, tanto o movimento quanto a palestra em si buscam atrair e manter mais mulheres na área de exatas, mostrando que esse perfil feminino é importante para o ramo”, afirmou Marcela.

 

You are here: Home News and Events Cunhantã Digital divulga movimento por mais mulheres nas exatas no Encosis