Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Sobre o Curso

 

O curso de Bacharelado em Engenharia de Software apresenta direcionamentos que possibilitam a formação de um profissional capaz de conduzir o processo de desenvolvimento de software para atender diversas demandas em diferentes domínios que requeiram solução computacional, levando em consideração as capacidades dos seres humanos e das máquinas, balizado pelos custos envolvidos e impactos sobre a sociedade. Esta atuação dá-se através de metodologias e técnicas destinadas a projetar, modelar, analisar e resolver problemas com competência, criatividade, senso crítico e ética.

Identificação do Curso

O curso reflete o trabalho pioneiro desenvolvido ao longo de diversos anos, dentro de um reconhecido padrão de qualidade profissional. 

  • Curso: Engenharia de Software
  • Título: Bacharel em Engenharia de Software
  • Área de conhecimento: Ciências Exatas
  • Código do curso no Portal do Aluno: IE08

Tempo de Integralização do Curso

  • Mínimo: 04 anos
  • Máximo: 06 anos (conforme Resolução Nº 037/2011 - CEG/CONSEPE) (veja neste link)

Regime do Curso

  • Ingresso: anual, através do SISU e PSC
  • Funcionamento: semestral
  • Vagas: 56 (50% preenchidas pelo SISU e 50% pelo PSC)
  • Modalidade: presencial
  • Turno de Oferta: Vespertino / Noturno

Objetivos do Curso

A Universidade Federal do Amazonas entende que o comprometimento do homem com a sua região é fator preponderante no desenvolvimento social e tecnológico. Dessa forma, o curso de Bacharelado em Engenharia de Software visa proporcionar a formação de profissionais na área de Computação e Informática para atuarem na gestão, desenvolvimento, uso e avaliação de tecnologias computacionais aplicadas nas organizações e também na pesquisa na área da computação.

Para atingir esse objetivo, o curso de Bacharelado em Engenharia de Software deve propiciar formação básica sólida em Fundamentos da Computação, Matemática, Resolução de Problemas Computacionais e nos fundamentos da Engenharia de Sotware. Além disso, o curso deve propiciar formação tecnológica, formação complementar com ênfase no estudo das organizações, formação humanística e formação suplementar:

  1. Formar profissionais, para a área de Engenharia de Software, com ética e competência técnica para suprir as necessidades do mercado de computação da Região Amazônica;
  2. Formar profissionais aptos a resolver problemas computacionais complexos, a desenvolver novos algoritmos, sistemas, provas, métodos e métricas relacionados à Computação;
  3. Formar profissionais comprometidos com o desenvolvimento de novos projetos e com a pesquisa, buscando proporcionar base sólida para estudos de pós-graduação;
  4. Proporcionar condições para a formação de liderança capacitando-os ao desenvolvimento de habilidades de gerenciamento e o desenvolvimento de habilidades para a capacitação do trabalho em equipe;
  5. Desenvolver o empreendedorismo em computação e o senso crítico do egresso, fornecendo uma visão geral do mercado e das oportunidades para a indústria de software e hardware, para não só trabalhar no mercado de informática como também para ajudar em seu crescimento através da criação de novas empresas e oportunidades de negócios em computação;
  6. Permitir que o egresso encare com naturalidade o surgimento de novas tecnologias e métodos, sendo capaz de compreendê-los e utilizá-los em seu exercício profissional;
  7. Desenvolver projetos que relacionem a academia com a indústria de forma que os conhecimentos adquiridos na universidade sejam colocados em prática no contexto industrial, permitindo assim a inserção facilitada dos egressos.

Perfil do Egresso

O egresso terá, na sociedade, o papel de agente transformador no mercado, capaz de aplicar habilidades e conhecimento para exercer funções em variadas áreas relacionadas à Engenharia de Software ou afins. O egresso deve apresentar conhecimentos teóricos, conhecimentos práticos de técnicas para computação e conhecimentos das tecnologias utilizadas para implementação e implantação de software, bem como maturidade pessoal, atitude e capacidade de adaptação para trabalhar em soluções computacionais para problemas da sociedade. O bacharel em Engenharia de Software terá um perfil caracterizado por:

  • Formação tecnológica e básica:
  1. Possuir sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Produção, visando a criação de sistemas de software de alta qualidade de maneira sistemática, controlada, eficaz e eficiente que levem em consideração questões ética, sociais, legais e econômicas;
  2. Criar soluções, individualmente ou em equipe, para problemas complexos caracterizados por relações entre domínios de conhecimentos e de aplicação;
  3. Ser capaz de agir de forma reflexiva na construção de software, compreendendo o seu impacto direto ou indireto sobre as pessoas e a sociedade; 
  4. Entender o contexto social no qual a construção de software é praticada;
  5. Compreender os aspectos econômicos e financeiros, associados a novos produtos e organizações;
  6. Reconhecer o caráter fundamental da inovação e da criatividade e compreendam as perspectivas de negócios e oportunidades relevantes.
  • Formação humanística:
  1. Tornar o profissional mais participativo na vida comunitária com vistas a atender necessidades da sociedade, analisando seus problemas e propondo soluções computacionais de forma a contribuir com a construção e evolução da sociedade presente e futura;
  2. Ser uma pessoa ética, cidadã e profissional, cumprindo deveres, respeitando as diferenças culturais, sociais e religiosas;
  3. Compreender a atuação profissional como uma forma de intervenção do indivíduo na sociedade, possuindo visão crítica, respeitando às pessoas, à ética, à legislação vigente, assim como saber trabalhar em equipe;
  4. Possuir visões de empreendedorismo, demonstrando proatividade, iniciativa; Estar preparado para assumir riscos, possuir motivação para planejar e atingir resultados promissores;
  5. Ser criativo e inovador na proposição de soluções para os problemas e oportunidades identificados nas organizações;
  6. Expressar ideias de forma clara, empregando técnicas de comunicação apropriadas para cada situação.
  • Formação multidisciplinar e complementar:
  1. Possuir uma visão da dinâmica organizacional, possibilitando o desenvolvimento de suas habilidades pessoais e profissionais e uma melhor compreensão do mundo e da sociedade;
  2. Capacidade para identificar e especificar problemas para investigação, aplicando métodos científicos adequados e difusão desse conhecimento na sociedade;
  3. Ser capaz de transmitir o conhecimento adquirido como meio de contribuir para a evolução da sociedade;
  4. Ser capaz de interagir com outras profissões a fim de compreender a realidade dos mesmos para então ter habilidade na resolução de possíveis problemas envolvendo soluções computacionais.
  • Formação generalista:
  1. Possuir habilidades tanto no campo técnico como no científico, com capacidade de estabelecer um elo entre as tendências da computação e a aplicação das suas técnicas na solução dos mais diversos problemas;
  2. Ser capaz de obter novos conhecimentos de forma autônoma e contínua;
  3. Ser capaz de buscar o aprofundamento de seus estudos, de forma pessoal ou em nível de pós-graduação (latu sensu ou stricto sensu), possibilitando seu desenvolvimento e crescimento profissional, buscando continuamente a atualização de seus conhecimentos.

Área de Atuação do Profissional

Empresas de software, setores de tecnologia da informação de instituições públicas e privadas, centros de pesquisa e pós-graduação, bem como em outras áreas onde a tecnologia de computação auxilia no seu funcionamento e desenvolvimento. Além dessas, o profissional pode atuar de forma independente, empreendendo o seu próprio negócio (por exemplo, consultoria, desenvolvedor autônomo, entre outros).